Um olhar

Sem TítuloNum olhar pela vida reparamos que é tudo muito rápido, que o que hoje era certo agora é um desacerto. Pensamos e por vezes não olhamos o que realmente está a nossa frente, vamos numa direcção que não nos dá certeza alguma, mas vamos, se tivesse mos um olhar mais certo conseguiríamos ver que o caminho já está a ser percorrido há muito, mas que nós queremos, porque queremos, apanhar aquele atalho. O atalho que não vemos, e que nos vai trazer problemas,mais problemas, mas nós olhamos e nada vemos. O tempo e os erros das nossas escolhas  acabaram por ensinar a forma correta de olhar, mas em muitos dos casos já vai ser muito tarde… Se bem que nunca é tarde para aprender, mas pode ser tarde para voltar atrás, na vida não há um comando onde se possa andar para trás sete dias…

Temos de aprender a olhar para o hoje, porque é o hoje que importa, é o hoje que tem de ser observado ao mais pequeno pormenor, porque é nesse pequeno pormenor que está toda a magia da nossa vida.

Amor tempo morte

Amar o tempo que temos antes da morte!  É o nosso propósito,  é o que nos resta,  todos nós estamos a morrer,  o nosso tempo é  pouco e a única coisa que nos faz sentir bem é o amor,  é quando amamos ou somos amados.  Ao longo da vida perdemos tempo, muito, e nem nos lembramos que o tempo é uma dádiva que a morte nos dá para nos podermos amar uns aos outros. Amar é a maior prenda que podemos ter,  e o tempo que temos para amar tem de ser reconhecido antes que morra…  A morte é o que nos acompanha ao longo do tempo e o amor é o que da cor ao tempo,  por vezes não damos valor ao nosso tempo, nem tão pouco damos amor ao que nos rodeia…  Quando temos o tempo contado ai sim sabemos dar amor a tudo o que temos…

 

P. S: Este post foi inspirado num grande filme,  “Beleza colateral”, aconselho vivamente a verem.

Números verdes.

Esta modalidade de relações não me assiste por completo. Tenho uma dificuldade em entender isto…Porque? Bem, há relatos de que é possível manter, por um indeterminado tempo, este tipo de relação, ou seja, bate aquela vontade vais lá e pimba. No entanto não há qualquer relação além disso mesmo, não há envolvimento sentimental, físico, só mesmo isto. No meu ver físico para mim é físico, e é num curto espaço de tempo, se for por muito tempo, já não é só físico, se vais lá mais do que duas ou três vezes é porque gostas, se gostas…Respeito quem tem este tipo de “coisas”, e até  acho muito moderno. Acho sofisticado, e até têm muitas coisas boas. Por outro lado revela uma frieza extrema,a meu ver, tudo o que seja mais do que “algumas” vezes para mim fico afetado, emocionalmente muito frágil… E o day after, e o perigo de ficar a gostar de uma das partes? 

Estou feito um velho… 

Música

O que pode influenciar na tua vida? Claramente que a música tem uma palavra a dizer no nosso estado de espírito, eu pessoalmente gosto de todo o tipo de música. Claro que tenho uma tipo que gosto mais, aprecio muito as letras e por isso o “rep” destacasse um pouco dos outros tipos. Gosto de histórias da vida cantadas, gosto de imaginar a realidade na música. Atualmente este “hip hop” está longe do estilo que me preenche, a história perdeu se e a música é muito comercial. 

“… Nesta rua da vida não há tempo para dormir, e aqui ainda não chegas te e já te vi partir, sempre a somar sempre a seguir. Antes de me ver nascer já via o meu mundo a ruir. Sentir aqui é algo muito escasso, o prato que chega a mesa chama se fracasso…”

Despedidas

Quem gosta de se despedir? Esta hora é sempre um misto de sensações, e sim há vários tipos de despedida, mas diga se de passagem a despedida é sempre uma coisa com um sabor amargo…

Olho te nos olhos e sinto um aperto, sei que é um até já isso é certo, mas neste hora sinto me perdido no deserto, o que sinto não é concreto. Ainda não te disse adeus e já te quero por perto, aperto te contra mim como se o tempo não tivesse fim, fico sem jeito, quem gosta é assim. Vou sentir cada segundo a falta que fazes a mim. Vou celebrar cada dia que acabe e que comece, ficar longe de ti ninguém merece, a partir da despedida o dia arrefece, fica sem luz, escurece. Ninguém gosta do adeus, prefiro um olá, um abraço dos teus…

A despedida mesmo com a certeza que vais voltar a encontra te com o que te despedes é dura, imagina a despedida para sempre… Realmente as despedidas nunca serão uma boa coisa… Até já!

Devaneio mil

É um devaneio a forma como me encaixo no teu ser, olho nos teus olhos a luz é sempre igual.. é como o entardecer é sempre belo é como o sol a nascer, é o amanhecer. Toco te como quem toca no sonho, abraço te e ficamos sem ar, mas não é medonho, é um sufocar risonho. Os meus olhos retiram cada peça do teu corpo lindo, vou olhando para ti (rindo), toco na tua essência, que é nossa, é a nossa melhor vivência. Perto do final fico sem tino, fico primitivo, fico animal, irracional, mas sei que esperas por isso, e isso é o normal. É um devaneio perfeito é original, é genial… sem igual é desigual numa igualdade só a nós permitida, é como chegar a terra prometida. É ir ao pormenor é nunca ser menor, é prazer mesmo a sentir dor… No fim do devaneio e sem rodeio é olhar para a janela e ver o copo sempre meio cheio…

Primeiro do ano

Como sempre há um primeiro do ano.. É este!! Não sou muito ligado ao ano novo, nem aquele ritual que antecede o dia do ano novo, gosto sim de celebrar o fim do mês de Dezembro. Gosto muito!! Este é um ano que até tem alguma curiosidade, é um ano em que isto acontece por exemplo…

Foto de Paulino Mendes.

 

É o 17 que eu tanto gosto, e apesar de não ligar nem de elevar muito as expectativas é um ano que começa já com alguma alterações… Por exemplo começo o ano a voar…

Que este seja o vosso ano e que vos traga tudo aquilo que desejam. Para mim… humildemente, saúde, paz, alegria e sorte, acho que chega para ser feliz!

poesia x4

E é quando a espera não estamos, que somos bafejados pelo que menos esperamos. Não queria, não sentia, mas quando pensava sorria, quando sorria sentia, e mesmo quando não queria fazia. Esta é a época das prendas, e eu com a melhor delas.  É incontrolável, é intenso é memorável, é daqui até ao sol, é incontestável. É intenso é ter sempre a figura no meu pensamento, é pensar e viver e nunca cair no esquecimento… Nesta época de sorrisos na cara o meu está no coração, passa por a minha cabeça e rebenta comigo quando me da a mão. É aqui que falta palavras para dizer que o muito  é pouco, que quando te vejo pareço um louco.  Que  cena mais bela, que fazia versos noite e dia só para te ter a janela.

 

Feliz Natal e Bom ano a todos vocês, nascemos para ser felizes, por vezes o caminho para isso está mesmo a nossa frente e nós teimamos em não o ver… Ser feliz é fácil basta quer!!

 

natal

Um dia…

Um dia vou partir,  vou acabar.  Um dia será o meu último dia,  não voltarei a sentir a olhar,  a respirar ou a fazer o que quer que seja.  Um dia tudo ficará para trás,  nada fará sentido. Nada!  As guerras,  as frustrações,  as discussões…  Um dia sentirei tudo de novo,  um dia sentirei o fim.  Um dia o sol deixará de me brindar com o seu calor, a lua deixará de subir,  o mar deixará de me acalmar a alma.  Um dia serei eu o vento,serei eu o pássaro que cruza o céu.  Se este dia chegar, só eu saberei… Um dia!!!